conteúdo do menu
conteúdo principal
22/01/2021

Secretaria de Saúde e Assistência Social

Nova Petrópolis teve 10 focos do Aedes aegypti localizados entre novembro e dezembro

No ano de 2020 foram encontrados 87 depósitos de água com larvas do mosquito

COMPARTILHAR NOTÍCIA

A Vigilância Ambiental em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social de Nova Petrópolis, divulgou os resultados de novembro e dezembro do “Painel Aedes aegypti”, que monitora a presença do mosquito causador da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela urbana no Município.

Nos dois últimos meses de 2020, as equipes localizaram focos do vetor do mosquito em dez imóveis. Trata-se do resultado da visita a 6.558 imóveis, onde foram coletadas 109 amostras. Nelas havia 613 larvas, 54 pupas e 15 mosquitos adultos. Após as análises no Laboratório de Entomologia próprio da Prefeitura, foram confirmadas 14 larvas, sete pupas e oito adultos de Aedes aegypti. De acordo com a Vigilância, estes resultados estão concentrados nos bairros Logradouro (4), Centro (2), Piá (2), Pousada da Neve (1) e Vila Juriti (1).

Para conseguir vistoriar mais de 6.000 imóveis no período, o município contou com uma equipe de sete profissionais, sendo dois efetivos da Vigilância Ambiental em Saúde e cinco funcionários em contrato emergencial.

SEM CASOS

Nova Petrópolis é considerada infestada pelo vetor desde abril de 2018. O Município não registrou casos suspeitos de dengue, chikungunya ou zika entre novembro e dezembro. No período anterior, entre outubro e novembro, foram registrados dois casos suspeitos. Contudo, a testagem com material sorológico resultou negativa para ambos. 

“Estamos em um período de calor e pancadas de chuva, condições favoráveis ao desenvolvimento do vetor do Aedes aegypti. É muito importante a comunidade continuar inspecionando seu pátio e eliminando possíveis criadouros”, destaca o coordenador da Vigilância Sanitária e Ambiental em Saúde, Rafael Aguiar Altreiter.

EM 2020

Com os resultados de dezembro, a Vigilância Ambiental em Saúde finalizou o Painel do ano de 2020. Em 12 meses foram coletadas 540 amostras em Nova Petrópolis. Das 2.596 larvas encontradas, 205 eram de Aedes aegypti; das 378 pupas, 35 também eram do vetor, e 63 insetos adultos, sendo 33 de Aedes aegypti. No total, o Município apresentou 87 focos do vetor no ano passado.

Outras Notícias

Portal Destaque